Festa de Natal

INFORMAÇÃO – PRENDAS DE NATAL 2021

Caros Sócios,

Em virtude do aumento de casos de Covid-19, o CCDS não vai realizar a habitual Festa de Natal.
No entanto, iremos fazer a distribuição das prendas e também de um lanche para alegrar o Natal dos filhos dos nossos Associados.
Para o efeito, iremos proceder do seguinte modo:

Levantamento das senhas que darão direito às referidas prendas
Solicita-se aos Associados do CCDS que nos dias 6 e 7 de dezembro se dirijam à Sede do CCDS, na Rua Dr. António José Soares nº 8 A, R/C – loja Dtª, Portela de Sintra, das 9:00h às 12:30h e das 14:00h às 17:30h e procedam ao levantamento das respetivas senhas.

Recordamos a este propósito que os Associados que pretendam levantar senhas de colegas, deverão ser portadores de listas com os nomes completos dos Associados, por ordem alfabética, ou então enviarem atempadamente um email para sede@ccdsintrense.com com a referida lista.

Considerando as orientações da Direção-Geral da Saúde e as regras estabelecidas pelo Governo para espaços fechados, as normas de funcionamento no interior da Sede serão as seguintes:

É obrigatório o uso de máscara
Só é permitida a permanência de uma pessoa de cada vez. 

Distribuição das Prendas de Natal 

As prendas e os lanches deverão ser levantados pelos Associados, na Rua Pedro Gomes da Silva (no edifício do MU.SA), nos próximos dias 13 e 14 de dezembro de 2021, entre as 9h e as 16,30h.

No local da entrega das prendas atrás referido, os sócios terão ao seu dispor um recipiente com gel desinfetante, sendo obrigatória a desinfeção das mãos antes de entrarem na sala da distribuição. É também obrigatório o uso da máscara. Os colaboradores do CCDS efetuarão a higienização das superfícies onde exista contacto (mesas de apoio e receção)

No espaço exterior e interior apelamos ao bom senso para que haja o distanciamento de segurança entre as pessoas.

Para mais esclarecimentos poderão contatar o CCDS através do tel: 21 911 91 80 ou 302 033 803.

Sintra, 03 de novembro 2021

   O Presidente da Direção
         João Castanho