Uncategorized

DÁDIVAS DE SANGUE ESTE SÁBADO NA ABRUNHEIRA

DÁDIVAS DE SANGUE ESTE SÁBADO NA ABRUNHEIRA

O Instituto Português do Sangue e Transplantação (I.P.S.T.) está a promover sessões de recolha de dádivas de Sangue.

No nosso Concelho, o IPST estará este sábado dia 5 de fevereiro de 2022 na União Recreativa da Abrunheira entre as 9 e as 13 horas.

 

Para além do nosso Concelho, no distrito de Lisboa, existirão outros postos de recolha de acordo com a informação divulgada no site dador.pt, a saber:

Os media avançam a informação que as reservas gerais estão entre quatro e 37 dias e as colheitas estão abaixo do necessário devido à pandemia.

“As reservas de sangue estão em níveis baixos, devido ao aumento dos contágios e ao número de pessoas em isolamento, por isso o Instituto Português do Sangue e Transplantação (IPST) reforçou o apelo às dádivas e vai abrir os centros durante mais horas, neste fim de semana, para acolher dadores.” refere um artigo do JN Online.

“Os hospitais portugueses necessitam entre 800 a 1000 unidades de sangue e componentes sanguíneos todos os dias, e nunca é demais relembrar que os componentes sanguíneos têm um tempo limitado de armazenamento (35 a 42 dias para os concentrados eritrocitários; 5 a 7 dias para as plaquetas)”, palavras do IPST citadas pelo JN Online. O Jornal escreve ainda que para “Além desta limitação, os dadores de sangue só podem realizar a sua dádiva de 3 em 3 meses (homens) ou de 4 em 4 meses (mulheres). Se tiverem tido covid-19 têm de aguardar 14 dias após a recuperação e se tiverem tomado a dose de reforço da vacina contra a covid-19 têm de esperar sete dias para darem sangue novamente.”

Além dos locais de recolha de sangue divulgados em www.dador.pt, muitos dos principais hospitais nacionais têm os seus bancos de sangue, como é o caso do Hospital Fernando da Fonseca (Amadora-Sintra) no Serviço de Sangue e Medicina Transfusional, que se localiza no segundo piso do Hospital. A doação de sangue pode ser feita todos os dias úteis ( 8h30 -15h00) e a de medula às quartas e quintas-feiras (das 8 e 30 às 15 horas).
O Serviço de Sangue e Medicina Transfusional realiza, ainda, colheitas de sangue a potenciais dadores de medula óssea. Pode ser dador de medula óssea se tiver entre 18 e 45 anos, peso igual ou superior a 50 kg, não for portador de doenças crónicas ou auto-imunes e não tiver recebido uma transfusão de sangue desde 1980.

Para ser dador de sangue, é preciso ter entre 18 e 65 anos (até aos 60 anos, se for uma primeira dádiva), hábitos de vida saudáveis e peso igual ou superior a 50 kg. Os homens podem dar sangue quatro vezes por ano, as mulheres três vezes por ano, ambos com um intervalo mínimo de dois meses entre dádivas.

Fontes: jn.pt, URCA (facebook Oficial), dador.pt